Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Culto ecumênico inicia as atividades do Dia da Justiça no TJRJ

Dando início às comemorações do Dia da Justiça, o Tribunal de Justiça do Rio realizou nesta sexta-feira, dia 8, um culto ecumênico que contou com a participação de representantes das religiões espírita, católica, judaica e evangélica. O desembargador aposentado do TJRJ Ademir Pimentel comandou a cerimônia, que teve a participação do Coral dos Amigos do Tribunal de Justiça. O primeiro a falar foi o rabino Dario Bialer, que lembrou que os encontros ecumênicos vêm trazer uma mensagem de esperança, mostrando que ninguém é melhor ou pior do que o outro por causa da sua religião. “O segredo não é todos falarem a mesma língua, mas aprendermos a falar a língua dos outros”, afirmou. O juiz mato-grossense Hildebrando da Costa Marques representou o grupo evangélico, levantando o tema da autoridade. “Toda autoridade vem de Deus”, afirmou. Ele citou, ainda, uma parte do texto bíblico que fala sobre os magistrados, cuja função, segundo o texto, é reprimir o mal. Como representante da religião espírita, o desembargador do TJRJ Carlos José Martins afirmou que “só seremos verdadeiramente motivados para fazer o bem se tivermos a convicção de que, acima de tudo, está a Justiça de Deus”. Representando os católicos, o monsenhor Sergio Costa Couto citou uma frase do Papa Paulo VI que diz que devemos combater o mal com o bem. E terminou desejando um feliz Natal para todos. “Desejo que o Natal represente o nascimento de Jesus em nossos corações”, concluiu o monsenhor. O Coral dos Amigos do Tribunal de Justiça fechou a cerimônia ecumênica do Dia da Justiça. Foto: Brunno Dantas SF
08/12/2017 (00:00)
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia